Sangramento Gengival é um sinal de alerta!




A gengiva merece cuidados especiais porque é uma das responsáveis pela sustentação dos dentes.
Não é normal que ocorra sangramento durante a escovação nem quando se usa o fio dental, muito menos espontaneamente. É comum que a pessoa suspenda a escovação e o uso do fio por causa do sangramento, quando deveria acontecer o contrário: intensificar a limpeza.




Em suma, a gengiva é responsável por proteger os dentes e a estrutura óssea contra as bactérias, corpos estranhos e, até mesmo, de alimentos que possam danificá-los de alguma maneira. A sua aparência normal deve ser rosada,  deve ser capaz de aguentar traumas como a mastigação e a escovação sem desencadear qualquer sinal de sangue.

Devido a limpeza inadequada da boca, a placa bacteriana se acumula e se calcifica, causando o cálculo (tártaro), uma crosta tão dura que apenas um cirurgião-dentista consegue removê-la.
E, nos casos em que essa remoção da placa bacteriana não é realizada, as bactérias presentes nessa substância começam a liberar toxinas que inflamam a gengiva, causando, assim, sangramento e inchaço, haja vista que a região se torna altamente vascularizada – uma forma de combater os “intrusos”.
Enquanto os elementos bacterianos se encontram apenas na gengiva, o tratamento é relativamente simples, sem que exista um comprometimento da saúde dental, ao passo que, na periodontite – “estágio avançado” da gengivite. O problema já chegou ao osso e aos ligamentos, com a alteração das estruturas que sustentam os dentes (estas ficam moles).
Assim, o sangramento gengival é um assunto a ser observado de perto – literalmente! Problemas na gengiva podem significar desde o comprometimento dos dentes até doenças muito mais sérias, que podem ser até mesmo fatais. 

A saúde bucal não pode ser deixada para segundo plano!

Compartilhe com os amigos! Clique aqui